.
JAPÃO EM RECESSÃO?



O PIB anualizado do Japão se contraiu em 3,5% no terceiro trimestre, o primeiro negativo do ano e o pior desempenho desde o terremoto de março 2011, por conta de recuo em exportações, consumo e investimento. No período julho-setembro, queda real de 0,9%, depois de alta de 0,3% no anterior. Para o governo japonês, é possível que o país esteja em recessão.

PIB do Brasil
O PIB do Brasil, segundo analistas do mercado financeiro ouvidos no boletim Focus, divulgado todas as segundas-feiras pelo Banco Central, vai crescer 1,54% este ano e 4% no seguinte - como na edição anterior. Para a produção industrial, aumentou o recuo previsto para este ano (de 2,31% para 2,32%) e diminuiu a expansão esperada para o próximo (de 4,15% para 4,10%).

Brasil vai bem
Segundo o indicador antecedente de atividade econômica dos 34 países membros da OCDE, a posição do Brasil melhora: subiu de 99,4 para 99,5 pontos, entre agosto e setembro. A dos EUA passou de 100,8 para 100,9; a da China continuou em 99,4 e a do Canadá, em 99,7.

Juros
A reunião do Comitê de Política Monetária de 27 e 28 deste mês vai manter a Selic em 7,25% ao ano e, a o final de 2013, a taxa está no mesmo nível - antes, esperava-se alta para 7,63% anuais.

Dólar
Quanto ao dólar, o Focus manteve a estimativa de cotação, ao final deste ano, de R$ 2,02 e de R$ 2,01 em 2013. A previsão para o saldo comercial subiu de US$ 18,2 bi para US$ 18,9 bi este ano e de US$ 15 bi para US$ 15,4 bi em seguida.

Mais
Outras previsões: a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB segue em 35,2% e 34%, nos dois anos. O déficit em transações correntes deste exercício baixou de US$ 55,7 bi para US$ 55 bi e de US$ 65,9 bi para US$ 66,3 bi em 2013. A previsão de ingresso de investimento estrangeiro direto manteve-se em US$ 60 bi em cada ano.

Inflação 1
Voltou a crescer a expectativa de inflação, no Focus: o IPCA fechará 2012 em 5,46% (antes, em 5,44%). Para 2013, a projeção foi mantida em 5,40%. As projeções para os IGPs caíram: no IGP-DI, o ano termina em 7,81% (antes, em 8,34%) e no IGP-M, em 7,60% (antes, em 7,92%) Para 2013, a estimativa para o IGP-DI recuou de 5,17% para 5,16% e, para o IGP-M, subiu de 5,16% para 5,17%.

Novembro & dezembro
O cálculo para o IPCA de novembro caiu de 0,51% para 0,50%. Para dezembro, caiu de 0,52% para 0,51%. O dólar fecha novembro em R$ 2,03.

Classe C
Saiu o Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1, para famílias com renda de até 2 mínimos e meio: alta de 0,59% em outubro, acumulando 7,22% em 12 meses. O IPC Brasil foi de 0,48% em outubro e 5,97% em 12 meses.

Menos pressão
Boa notícia é que foi menor a pressão de aumento de custos, para essas famílias no mês passado em dois componentes importantes, alimentação (de 1,59% para 1,07%) e habitação (de 0,37% para 0,33%.

Mais pressão
Tiveram acréscimo as variações de transportes (de 0,04% para 0,24%) e educação, leitura e recreação (-0,05% para 0,44%), comunicação (de 0,41% para 0,67%), despesas diversas (de 0,22% para 0,38%), vestuário (de 0,63% para 0,75%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,33% para 0,37%).






9 novembro 2011

(12/11/2012)