.
ENERGIA MAIS CARA



Em outubro, o preço da energia elétrica de fonte convencional para entrega no curto prazo para o Sudeste/Centro-Oeste teve alta de 52% sobre o mês anterior, chegando a R$ 281,34 por MWh (megawatt hora), informa a consultoria Brix, que elabora o índice Brix Convencional com base em dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica.

Seca explica
A causa do aumento é o baixo índice pluviométrico, segundo a consultoria Brix. Em setembro, o preço médio fora de R$ 182,94/MWh. No começo de novembro, o nível dos reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste oscilou em torno de 35%,abaixo dos 48% de novembro 2007, período que antecedeu o pico de preços (R$ 500/MWh em janeiro 2008).

Baleia Azul
Iniciada a produção do projeto pré-sal de Baleia Azul, por meio do FPSO Cidade de Anchieta, o primeiro projeto desenvolvido com foco exclusivo para o pré-sal no Espírito Santo, considerado fundamental para atingir a curva de produção prevista no plano de negócios da Petrobras até 2016.

Em queda
Dados do IBGE, agregados pela entidade do setor eletroeletrônico, a Abinee, apontam queda na produção física de 9,7% de janeiro a setembro deste ano. Na comparação de setembro/setembro, a baixa sobe a 12,4%. No setor eletrônico, a queda no ano é de 12,8% e de 17,4% na comparação dos dois setembros: no setor elétrico, de 3,8% e 1,9%, na mesma base.

Cimento
Informa o Sindicato Nacional da Indústria de Cimento: as vendas do produto no mercado interno somaram, em outubro, 6,2 milhões de toneladas, com aumento de 9,8% sobre as de um ano antes. Pela média diária, o resultado é negativo em 2,1 % sobre setembro. No acumulado do ano, os 57,4 milhões de toneladas vendidas superaram em 8% o total do mesmo intervalo em 2011. As importações de cimento este ano somam 714 mil toneladas, ou 14% menos que em igual período do ano anterior.

Menos salário, mais trabalho 1
Nos 12 meses terminados no primeiro decêndio de novembro, a mão de obra na construção civil teve reajuste de 9,48%, segundo a prévia do IGP-M, medido pela FGV. Pode ser que esta alta mude um pouco a situação dos trabalhadores desse setor, cujos rendimentos são menores, mesmo com as jornadas de trabalho mais extensas em relação à média dos brasileiros.

Menos salário, mais trabalho 2
É o que revela estudo do Dieese, com base em dados do seu Sistema de Pesquisa de Emprego e Desemprego, de 2011, referentes às regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador, Distrito Federal e São Paulo.

Menos salário, mais trabalho 3
No ano passado, o salário do trabalhador da construção civil variou entre a mínima de R$ 857, paga em Fortaleza, e a máxima de R$ 1.707, paga no Distrito Federal. Na média das sete regiões, a jornada de trabalho vai de 41 a 43 horas semanais, com pico no Recife (47 horas).

Pedro pedreiro
Detalhes da pesquisa: mulheres já são quase 10% dos empregados em obras de edifícios, infraestrutura e serviços. Na média de todos, 40% têm entre 40 e 59 anos. Mais de 60% são chefes de família. A construção civil emprega mais de 1,4 milhões de trabalhadores nas regiões pesquisadas, o que representa 7,5% do total de postos de trabalho.

Cenários 1
Saiu mais um Boletim Regional do Banco Central, no qual se prevê intensificação do ritmo da economia ao longo deste segundo semestre, mesmo sob o peso do cenário externo negativo. Para o BC, isso será compensado pelas políticas de estímulo tomadas pelo governo. Depois do crescimento de 0,4% no segundo trimestre, o banco já vê "robustez da demanda doméstica", mesmo se "com alguma assimetria entre os diversos setores".

Cenários 2
O "complexo ambiente internacional" se transmite, "entre outros canais, via confiança, fluxos de comércio exterior e de investimentos". De outro lado, "tendem a prevalecer os efeitos favoráveis de impulsos monetários, fiscais e creditícios introduzidos na economia", diz o BC.






8 novembro 2012

(09/11/2012)