.
JORNALISTA DE PLACA



Joelmir Beting, nas palavras e no sentimento de quem o conhecia, via, ouvia e lia.

Joelmir era a verdadeira "tecla sap", da economia mundial. Sandra Santos

O timbre de voz do Joelmir que também não vai sair da minha memória. Reinaldo Cerchiaro

Eu era menino, meu pai, num radio Semp, de válvula, pedia silencio para ouvi-lo pois era seu fã. Bruno Pompeu Marques

O Joelmir era todo expressão. João Anatalino

Sempre pensei comigo: o dia que eu encontrar o Joelmir, vou perguntar o nome do seu irmão gêmeo. Ligo o rádio às 8 da manhã, ele está no Jornal Gente. Ao meio dia, de novo lá está ele, ligo a TV no Jornal da Band, Joelmir na bancada. Domingo, no Canal Livre, Joelmir na tela. Tenho ou não razão pra querer saber o nome do seu irmão gêmeo? É possível que uma única pessoa faça tudo isso? Geraldo Antonio.

Foram 55 anos a serviço da boa informação. Alarico Rezende

Suas palavras como paraninfo na Escola de Engenharia Mauá, nos anos 80, época de grandes crises econômicas, se refletem por anos em minha memória. "O Brasil é o país da matemágica: produz 100, consome 80, exporta 20 e importa 40. Desta maneira, nunca verá sua dívida diminuir". Visualizava como devia ser nosso futuro, a necessidade de reestruturar toda a cadeia econômica e produtiva. Como ainda hoje, em boa parte". Mauro Graciani de Carvalho

Joelmir, além de nunca deixar de estudar, deu fantásticas lições de vida, que servirão para sempre. Basta, que como ele, as estudemos e coloquemos em prática, já que "na prática a teoria é outra". Eli Campos Perez

Em particular, a mim muito me ajudou até na conclusão de meu mestrado, sobre planejamento governamental. Gostaria muito de ter agradecido em vida por seu texto claro e sempre didático. Wagner W. Leite

Joelmir, você é o meu melhor amigo, mesmo sem nunca ter falado com você. Francesco Piergallini

Médico, há sete anos cheguei da Romênia e, nestes anos, fiquei fascinado pela clareza e o incontestável valor das análises do grande mestre jornalista. Mihiai Sorin Dorobantu A minha ex-mulher trabalhava no Conselho Regional de Economia e eu ficava pensando por que aqueles caras falavam coisas tão difíceis de entender. Com o Joelmir era diferente. Francisco Cripa

Ele é uma das pessoas que eu gostaria de conhecer pessoalmente. Um aperto de mão seria uma grande honra. Walmor Jose Bastos Neves

Bacharel em administração de empresas em 1977 na FEAO-Osasco, tive a honra de receber de suas mãos o meu diploma universitário. Carlos Alberto do Nascimento

(02/12/2012)