.


REACELERANDO?



Na análise do PIB 2011, é preciso escapar de uma pegadinha estatística: crescer 2,7% sobre 7,5% em 2010 foi um desempenho mais robusto, repito, em 2011, do que crescer 7,5% em 2010, sobre o PIB zero de 2009.

Para este ano, o mercado aposta em 3,3%, o governo joga com 3,5%. Ou até mais, se lançar, ainda em março, um pacote de bondades para a reaceleração da economia - que pode começar, já nesta quarta-feira, com corte de até 0,75 ponto percentual na taxa básica de juros, na reunião do Copom.

No mais, a ordem é aliviar o famigerado custo Brasil nos impostos suicidas, nos transportes travados, na burocracia pegajosa.Sem contar o enfrentamento dos apagões sociais de educação, saúde, habitação, saneamento, segurança e moralidade pública.

Trabalho para 12 Hércules.

(06/03/2012)